Palestra de Segunda-Feira com Armando Falconi

Hoje, 25/04,as 20 horas, haverá palestra pública na FEAK – Fundação Espírita Allan Kardec
.
Expositor: Armando Falconi
.
Tema: Livre
.
Rua Itamar Soares de Oliveira, 200 – Cascatinha
Cep: 36033-280
Juiz de Fora – MG
.
A transmissão acontece em tempo real e você poderá acompanhar pelo site www.feak.org

 

Escreva um comentário

 
 


 

“Visão do Universo”

Veja a mensagem “Visão do Universo”, retirada do Boletim SEI:

.

.

“Visão do Universo”

.

As ideias dos povos primitivos acerca da Terra e do Universo eram, compreensivelmente, muito toscas, face ao desconhecimento das leis mais elementares da física, baseando-se, então, apenas no testemunho dos sentidos. Nosso planeta era concebido como uma extensa superfície plana, com algumas elevações, coberta por um céu curvo – daí sua designação de abóbada – onde circulavam o Sol e as estrelas, vistas como lâmpadas e brilho mais ou menos intenso. Há mais de 3.000 anos, no Egito e na Babilônia, em decorrência de observação mais atenta, já se diferenciavam as estrelas fixas, que se mostravam sempre na mesma posição, das errantes (os planetas do nosso sistema solar) cujo deslocamento no céu era possível acompanhar ao longo dos meses. O desconhecimento do ciclo de evaporaçãoda água da Terra, formação de nuvens, precipitação sob a forma de chuva, levou à suposição da existência de águas superiores, de onde proviriam as chuvas, e águas inferiores que abasteceriam nossos mananciais.

.

Somente no século XVII d.C., com o desenvolvimento da ciência e a invenção do telescópio, foi possível demonstrar a realidade do sistema heliocêntrico (a Terra e os demais planetas girando em torno do Sol), ampliando-se, a partir de então, incessantemente as dimensões do Universo mediante o emprego de instrumentos de observação cada vez mais potentes, tendência esta que se acentuou ainda mais no século XX com a introdução do radiotelescópio e a utilização de outras formas de radiação para a observação do cosmos. Apenas como ilustração é interessante mencionar que o radiotelescópio de Arecibo, em Porto Rico, possui uma antena com 305m de diâmetro e foi construído em uma depressão, em meio a várias colinas, permitindo observação de pontos situados a milhões de anos-luz de nosso planeta, devendo lembrar-se que um anoluz, isto é, o espaço percorrido pela luz em um ano, é cerca de 9,5 trilhões de quilômetros. Quanto à constituição dos corpos celestes, verificou-se que a solidez da matéria era mais uma ilusão de nossos sentidos pois a mesma nada mais era do que energia condensada… A Doutrina Espírita veio acrescentar uma dimensão nova a essa questão, revelando a existência de planos espirituais onde vivem os desencarnados, constituídas, tais regiões, ainda por matéria, porém em grau de sutilização tal que a torna inacessível aos instrumentos de pesquisa atualmente disponíveis. Com relação ao nosso planeta, sua parte extrafísica é muito maior do que seu núcleo rígido sobre o qual vive a humanidade, sabendo-se, igualmente por informação espiritual, que a população invisível que aí se movimenta é cerca de três a quatro vezes maior do que a dos encarnados (pouco mais de 6 bilhões de habitantes), sendo constante o fluxo migratório entre ambas através dos marcos berço/túmulo.

.
O conhecimento progressivamente melhor do Universo, a Casa do Pai a que se referiu Jesus, nos reserva por certo ainda muitas surpresas quanto ao infinito de suas dimensões e à perfeição de seu funcionamento nos níveis micro e macrocósmico, caminhando, também, a ciência para o reconhecimento generalizado da realidade extrafísica, espiritual, onde se encontram as matrizes do que observamos no plano material. E essa visão ampliada nos permitirá, com certeza, compreender e admirar ainda mais o poder, a sabedoria e o amor soberanos de nosso Criador que Jesus ensinou a chamar de nosso Pai.

 

Escreva um comentário

 
 


 

Crise ou Serenidade? Escolha!

Acompanhe o vídeo do Desafio365 de hoje:
.
.

 

Escreva um comentário

 
 


 

O Valor da Oração

Na vida profissional e social da atualidade, repleta de compromissos, falamos muito na necessidade de mudanças, na qualidade de vida, de aquisição de novos paradigmas e muitas vezes deixamos à margem do nosso modus vivendi recursos valiosos, como o da oração.
Caminhamos com inseguranças, medos, ansiedades, tristezas, repletos de problemas, pouco valorizando o recurso da oração e da fé. Envolvemo-nos com os nossos afazeres e deixamos de lado esta ferramenta valiosa, fonte de renovação de nossas energias esvaídas pelo estilo de vida que adotamos. Acreditar em Deus, cultivar a fé, orar, deixar acender em nosso interior esta vontade, a certeza de que Ele enviará os bons Espíritos, que nos protegem e orientam em todas as situações.
No capítulo 27, item 23 de “O Evangelho segundo o Espiritismo”, de Allan Kardec, na lição intitulada “Felicidade que a prece proporciona”, aprendemos com Santo Agostinho: “[...] a prece, como são tocantes as palavras que saem da boca que ora! A prece é um orvalho divino, que aplaca o calor excessivo das paixões; filha primogênita da fé, ela nos conduz ao caminho que leva a Deus…”
É nosso dever, estarmos sintonizados com o real objetivo de nossas vidas, que é o nosso progredir sempre. Acionando a nossa vontade de orarmos, o acesso se torna fácil. Podendo ser utilizado em qualquer momento em um dia de 24 horas.
Nossa origem é divina. Como espíritos imortais que somos, temos ciência de que, ao lado de nossos trabalhos cotidianos do mundo material, existe um programa divino no qual estamos inseridos. Fazendo esta ponte com Deus através da oração fervorosa, com os nossos corações puros e praticando o bem, entramos em contato com esta fonte divina, cujo orvalho nos alcançará. Como resultado de nossas orações passamos a compreender a transitoriedade da vida física, a rapidez com que o tempo se esvai, acalmamos, sentimos a ajuda Divina, que chega até nos, e somos alimentados pela esperança, pelos pensamentos otimistas e renovadores, pelo entusiasmo com a vida.
Não vivemos sem problemas, pois os mesmos fazem parte do nosso processo de crescimento interior, porém, podem ser atenuados e modificados através da oração fervorosa e da prática do bem em nossas vidas, sendo possível encará-los não como fardos pesados, mas como desafios para tornar nossa vida mais plena.Por que não fazer da oração um hábito diário? (Luiza Leontina Andrade Ribeiro)

Fonte: “Jornal Mato Grosso Espírita”

 

Escreva um comentário

 
 


 

Reunião Mensal de Saúde e Autoconhecimento

Hoje, terça-feira, 19/04, ocorrerá a reunião mensal de Saúde de autoconhecimento na FEAK, às 18h30min.
Compartilhe, compareça e traga seus amigos e familiares!

Rua Itamar Soares de Oliveira, 200 – Cascatinha
Cep: 36033-280
Juiz de Fora – MG

 

Escreva um comentário

 
 


 

A ESTRANHA CRISE

Pelo Espírito Emmanuel. Psicografia de Francisco Cândido Xavier.
Livro: Mãos Unidas. Lição nº 37. Página 118.

O mundo vem criando soluções adequadas para a generalidade das crises que o atormentam.

A carência do pão, em determinados distritos, é suprida, de imediato, pela superprodução de outras faixas de terra.

Corrige-se a inflação, podando a despesa.

O desemprego desaparece pela improvisação de trabalho.

A epidemia é sustada pela vacina.

Existe, porém, uma crise estranha – e das que mais afligem os povos – francamente inacessível à intervenção dos poderes públicos, tanto quanto aos recursos da ciência nas conquistas modernas.

Referimo-nos à crise da intolerância que, desde o travo de amargura, que sugere o desânimo, à violência do ódio, que impele ao crime, vai minando as melhores reservas morais do Planeta, com a destruição conseqüente de muitos dos mais belos empreendimentos humanos.

Para a liquidação do problema que assume tremendo vulto em todas as coletividades terrestres, o remédio não se forma de quaisquer ingredientes políticos e financeiros, por ser encontrado tão-somente na farmácia da alma, a exprimir-se no perdão puro e simples.

O perdão é o único antibiótico mental suscetível de extinguir as infecções do ressentimento no organismo do mundo.

Perdão entre dirigentes e dirigidos, sábios e ignorantes, instrutores e aprendizes, benevolência entre o pensamento que governa e o braço que trabalha, entre a chefia e a subalternidade.

Consultem-se nos foros – autênticos hospitais de relações humanas – os processos por demandas, questões salariais, divórcios e desquites baseados na intransigência doméstica ou na incompatibilidade de sentimentos, reclamações, indenizações e reivindicações de toda ordem, e observe-se, para além dos tribunais de justiça, a animosidade entre pais e filhos, a luta de classes, as greves de múltiplas procedências, as queixas de parentela, os duelos de opinião entre a juventude e a madureza, as divergências raciais e os conflitos de guerra, e verificaremos que, ou nos desculpamos uns aos outros, na condição de espíritos frágeis e endividados que ainda somos quase todos, ou a nossa agressividade acabará expulsando a civilização dos cenários terrestres.

Eis por que Jesus, há quase vinte séculos, nos exortou perdoarmos aos que nos ofendam setenta vezes sete, ou melhor, quatrocentos e noventa vezes.

Tão só nessa operação aritmética do Senhor, resolveremos a crise da intolerância, sempre grave em todos os tempos.

Repitamos, no entanto, que a preciosidade do perdão não se adquire nos armazéns, por que, na essência, o perdão é uma luz que irradia, começando de nós.

 

Escreva um comentário

 
 


 

17/365 – Ação da Mente sobre o Corpo/Desafio365

 

Escreva um comentário

 
 


 

Palestra de Segunda-Feira

Hoje, 18/04,as 20 horas, haverá palestra pública na FEAK – Fundação Espírita Allan Kardec
.
Expositor: Vitor – Joanna de Angelis
.
Tema: Livre
.
Rua Itamar Soares de Oliveira, 200 – Cascatinha
Cep: 36033-280
Juiz de Fora – MG
.
A transmissão acontece em tempo real e você poderá acompanhar pelo site www.feak.org

 

Escreva um comentário

 
 


 

3ª Praça Florida de Livros

 

Escreva um comentário

 
 


 

Palestra de Sábado

Amanhã , dia 16/04, venha assistir à Palestra de sábado, às 19h00min na FEAK – Fundação Espírita Allan Kardec
.
Expositor: Vinicius Lara – Bicas

.
Tema: Livre

.

Rua Itamar Soares de Oliveira, 200 – Cascatinha
Juiz de Fora – MG

 

Escreva um comentário

 
 


 
 

Perda de Pessoas Amadas

Loja Falconi

Rádio Solar

Outros Vídeos